Início :-: Formação :-: Escola sem dinheiro para o sistema de climatização

Fuso CPLP

Escola sem dinheiro para o sistema de climatização PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Notícias

Viana do Castelo

O director da Escola Secundária de Monserrate, que é a maior do distrito de Viana do Castelo e que beneficiou de uma intervenção de 18 milhões de euros pela Parque Escolar, admitiu estar impedido de usar o sistema de climatização por dificuldades orçamentais. As obras, concluídas em Maio último, ampliaram o espaço escolar, de 7000 para 14 mil metros quadrados. A factura da electricidade "quase triplicou", mas o orçamento não foi reajustado.


Face a estas contingências, o director José Carvalhido da Ponte garante que, "se o ar condicionado for ligado, não dinheiro para pagar". "Está tudo muito bonito. É uma escola para ricos e agora temos que a adaptar, porque somos pobres", sustentou, apesar de não pôr em causa a intervenção realizada.

A direcção da escola considerada de "excelência", no distrito e no país, com mais de 1300 alunos, distribuídos pelo ensino regular e profissional, vê-se igualmente confrontada com a falta de pessoal auxiliar. na cantina, por exemplo, são servidas mais de 500 refeições diárias.

Sem contabilizar vencimentos, o orçamento anual da escola rondou, nos últimos quatro anos, os três milhões de euros. Montante que, segundo o director, seria "insuficiente, não fosse a ajuda do ensino profissional", apoiado por fundos comunitários que representam 70 por cento do dinheiro que entra na escola. A.O.C.

 

Público 2011-10-13

 
 

Entrar



Faixa publicitária