Início :-: Formação :-: Formação em S. Tomé e Príncipe

Fuso CPLP

Formação em S. Tomé e Príncipe PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
sub-menu

No dia 2 de Abril de 2007, foi celebrado entre a "Fundação Pro Justitiae" e o Estado São Tomense, um contrato de comodato tendo por objecto o imóvel denominado "Roça da Bela Vista", situado na capital, destinado à instalação do Centro de Formação Profissional da fundação, com residência para Formadores e Formandos, serviços administrativos e espaços formativos em sala.

 

Este acto insere-se na sequência de acções encetadas em 2002 e que vieram a ser consagradas no Protocolo celebrado em 2004 pelo qual à fundação é reconhecido o papel de formadora dos quadros locais dos registos e do notariado. A possibilidade de alargar as actividades formativas a todos os sectores da administração pública da República Democrática de São Tomé e Príncipe está nas previsões das autoridades deste País e bem assim na programação desta instituição.

O projecto formativo que foi especificamente desenhado para este País está estruturado para um período inicial de dois anos, com extensão por tempo indeterminado, visando a manutenção a título permanente de cursos ministrados por formadores expressamente seleccionados que terão por missão a formação inicial, a permanente e a formação de Formadores locais.

Apresentação do Projecto

 
 

Entrar



Faixa publicitária